Um dos meus Hinos favoritos é o de número 171, cujo nome é “A Verdade O Que É?”. Na letra de sua música lê-se o seguinte:

A verdade o que é? É o supremo dom que é dado ao mortal desejar, procurai no abismo na treva e na luz, nas montanhas e vales o seu claro som, e grandeza ireis contemplar!

A verdade o que é? É o começo e fim, para ela limites não há, pois que tudo se acabe, a terra e o céu, sempre resta a verdade que é luz para mim, dom supremo da vida será!”

Faço um convite a todos que desejarem ler e participar deste blog: busquemos a verdade, onde quer que ela estiver.

Críticas, comentários e sugestões serão muito bem-vindos, desde que haja o devido respeito. Estou disponível para esclarecer quaisquer dúvidas que meus posts e/ou minhas traduções possam vir a suscitar.

Para quem desejar debater, conversar e tirar dúvidas, este é o e-mail do blog: averdadesud@hotmail.com.


domingo, 31 de outubro de 2010

Joseph Smith - Mártir?

 
 
Um dos mitos do mormonismo é que Joseph Smith foi como "um cordeiro para o abatedouro" e, portanto, foi um mártir que morreu devido às suas crenças religiosas.
 
Façamos um breve estudo aqui, e posteriormente, os detalhes de sua prisão e assassinato serão discutidos.

No Webster on line, a definição de "mártir" é:

1: uma pessoa que sofre voluntariamente a morte como a pena de testemunhar e se recusar a renunciar a uma religião

2: a pessoa que sacrifica algo de grande valor e, especialmente, a própria vida por causa do princípio

3: VÍTIMA. Especialmente: um grande ou constante sofredor

Nenhuma dessas definições se aplicam ao caso de Joseph Smith. Ele não escolheu sofrer voluntariamente a morte por suas crenças religiosas, mas ele estava na prisão porque:

• Ele ordenou a destruição ilegal de uma imprensa e de todo local que havia publicado um jornal (Nauvoo Expositor) expondo os seus segredos: a prática ilegal da poligamia, e a sombra de um governo ilegal de Joseph que estava formando.

• Para evitar sua prisão sob a acusação de incitar tumulto por causa de sua ordem de destruição do Nauvoo Expositor, ele ilegalmente organizou uma milícia, a "Legião de Nauvoo", para evitar a entrada da justiça do Estado em Nauvoo para prendê-lo.
 
• Quando sua prisão parecia iminente, Smith fugiu do estado. Ele foi persuadido a retornar e enfrentar a justiça quando sua esposa e os amigos o chamaram de covarde por fugir.

• Enquanto na cadeia de Carthage, ele permitiu que duas armas de fogo lhe fossem entregues para sua proteção (foto ao lado). Mártires não revidam, mas escolhem a morrer por suas crenças.

• Enquanto na prisão, temendo que os vigilantes os matassem, Smith enviou uma ordem para Jonathan Dunham, o comandante da Legião de Nauvoo, que desafiasse a lei estadual, marchasse até Carthage, e os resgatassem. Dunham recusou-se a obedecer a ordem ilegal de Smith. Mártires não tentam escapar de seu destino, eles se resignam a morrer por suas crenças.

• Quando a multidão invadiu a cadeia de Carthage, Smith atirou em três homens, sendo que dois posteriormente morreram por causa das complicações do ferimento. Uma quarta bala só não foi disparada porque a arma de Smith falhou. Essa versão foi contada detalhadamente por John Taylor.

• Quando a multidão invadiu a cadeia, o último ato de Smith foi ir até a janela e tentar expressar sinal maçônico "de aflição", levantando os dois braços no ar e gritando: 

"Ó Senhor, meu Deus! Não há esperança para o filho da viúva?" 

 Essa chamada supostamente faz com que seus colegas maçons próximos venham em seu auxílio. Uma vez que Smith já havia enviado a ordem a Dunham para vir resgatá-los, e a maioria dos membros da Legião de Nauvoo eram membros da Loja Maçônica de Smith, ele esperava que algum deles ou outros maçons na multidão estivessem lá para resgatá-los. Mas não estavam. Smith foi morto antes mesmo que pudesse terminar de proferir a chamada de socorro.

Todas as ações de Smith, em seus últimos dias mostram que ele trabalhou desesperadamente para evitar o seu destino. Mártires não procuram evitar o seu destino, eles se resignaram a ele.  

E Smith não morreu por suas crenças religiosas ou princípios nobres: ele foi assassinado por uma multidão vigilante e indignada por causa de suas numerosas ofensa
s contra a lei e a sociedade (como  a poligamia, poliandria e destruição do Nauvoo Expositor). Portanto, Joseph Smith não foi um mártir.

14 comentários:

  1. pode me responder quem escreveu a obra espantosa chamada livro de mormom?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conteúdo desses blogs são claros objetos de ataque anti-mormon, fraudulentos, não condizem com a verdade, ou melhor, são piores do que mentiras pois misturam verdades com um pouco de mentira, desviando pessoas sinceras e honestas de conhecer o trabalho verdadeiro dessa igreja tão amada por membros e não membros dela. Uma fonte correta de informações é o site www.lds.org.br

      Excluir
  2. Posso. Joseph Smith Júnior, ou talvez mais alguém. Olhe os posts relacionados ao LdM, leia tudo que há sobre ele, e, depois de ter feito isso, se você continuar a acreditar, eu lhe darei meus parabéns, pois você terá provado que é realmente um amante do mormonismo!

    ResponderExcluir
  3. Dessa vez você se superou....

    ResponderExcluir
  4. Bah...
    Sempre as mesmas idéias, contradições e repetições de "frases feitas".
    Se, como voce mesmo afirma, Joseph Smith tinha a imaginação por vezes limitada. Então, o que dizer sobre um bando de metidos a "sabe-tudo" repetirem as mesmas asneiras, do tipo: Casamentos polígamos, JS maçom, farsa da primeira visão, argumentos inquestionáveis, provas irrefutáveis, LdM conto de fadas.
    O bom é que mesmo sem perceberem-se, estão estudando, pensando, conhecendo e escrevendo sobre Jesus e seus discípulos.
    Continuem falando abobrinhas, talvez um dia (quem sabe?) acreditem nessas "verdades".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que você estude mais a fundo a história da igreja, e depois venha dizer o que são ou não asneiras. A história está registrada, longamente, em vários e vários livros e jornais da época. Desafio você a encontrar qualquer fato que eu tenha relatado que não esteja historicamente embasado.

      Seu comentário é somente um comentário de alguém que ignora todo o bom-senso que certas ocasiões e certos argumentos requerem. Não iria esperar algo além disso.

      Excluir
    2. Mórmon convencido e sem argumento, a história de Joseph smith esta aí, toda cheio falcatruas, abominaçoes ,que ele quer mais, acha pouca toda as informações , claro que tem que repetir , esta é a verdadeira história, ou ele quer mais , já tem tantos absurdos , todos provados. Talvez ele quer maiores informaçoes sobre os homenzinho da lua, amigos de Joseph smith. KKkkkkkkkk...

      Excluir
    3. onde eu consigo livros e jornais da epoca? eu sou doida para ver, mas nunca consigo nada.... pode me ajudar? obg

      Excluir
    4. No canto esquerdo da página tenho os links para alguns deles, todos em inglês.

      abs

      Excluir
  5. Igual a todo e qualquer cidadão que distancia-se da Fé: "Somos todos desprovidos de Razão, Bom-senso, Lógica, Senso crítico, etc, etc, etc..."
    Muda o disco meu caro amigo!
    Se queres, de fato, proporcionar e/ou incitar a dúvida, seja no mínimo inovador e, não repetidor.
    Evolua!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não disse isso, se você não consegue interpretar um comentário em um blog não é culpa minha. Aliás, você nem respondeu o meu questionamento, só está utilizando espantalhos o tempo inteiro para fugir da argumentação.

      Se acha o que eu escrevo "asneiras" ou inverdades, diga onde está o erro. Sem mais.

      Excluir
  6. A Igreja SUD hoje em dia esta mais comum que qualquer outra igreja crente, pelo menos aqui no Brasil, não vejo muita diferença em relação os membros da Igreja, acredito que isso se da pelo distanciamento de seus principios, mandamentos como amar o proximo, são substituidos por orgulho de ser um irmão que vai todos os domingos na Sacramental, há muitos Templos espalhados pelo mundo e isso transformou os mórmons em um bando de alienados, seguros de que la dentro esta a chave de tudo. Quanto a antigamente, bem Joseph Smith é um precursor de um grande movimento, tenho muito carinho pela história antiga da Igreja, e não o considero um martir mas um defensor de seu povo que na época foi muito perseguido, o que não justifica o seu assassinio.

    ResponderExcluir
  7. Nunca pisaram o pé na igreja e falam pelos cotovelos. Sou SUD, vivo isso e amo isso. Em nossa real história não há uma contradição. Já na que são inventadas...inúmeras...

    ResponderExcluir
  8. Caros,
    Após ler e assistir o vídeo "Restauração", procurei saber quem era essa pessoa, chamada de "Profeta de Deus", o Sr. Joseph Smith.
    Por que fiz isso?
    Primeiro porque a Palavra de Deus nos determina que demos “provar os espíritos para ver se provêm de Deus” (1 João 4:1).
    Em segundo lugar, por que, a meu ver, alguém que recebeu revelações divinas de tal magnitude, a exemplo do apóstolo Paulo, tem que ser, necessariamente, uma pessoa SANTA, com uma vida inteiramente consagrada a Deus e irrepreensível.
    Em terceiro lugar, porque é importante considerar que a Palavra nos recomenda, em 1 João 2:21, que: “Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade” (a verdade é a Palavra de Deus e a mentira vem do diabo, sendo mentira tudo aquilo que contraria a Palavra).
    Ao pesquisar, encontrei alguns artigos que falam bem dessa pessoa (normalmente escritas por membros da igreja fundada por ele) e outros que falam mal, os quais apontam fatos históricos que indicam que tal pessoa era, na verdade, um tarado sexual, executando coisas completamente contrárias aos ensinos dos apóstolos, tais como: a poligamia e poliandria.
    A esse respeito, a Palavra de Deus determina:
    1 – “É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher” (1Tm 3:2)
    2 – “...alguém que seja irrepreensível, marido de uma só mulher” (Tt 1:6-7)

    Assim sendo, considerando a veracidade dos fatos históricos, parece se cumprir, nessa pessoa, o que disse o Senhor Jesus: "pelos frutos conhecereis a árvore".
    Deus vos abençoe!!!

    ResponderExcluir