Um dos meus Hinos favoritos é o de número 171, cujo nome é “A Verdade O Que É?”. Na letra de sua música lê-se o seguinte:

A verdade o que é? É o supremo dom que é dado ao mortal desejar, procurai no abismo na treva e na luz, nas montanhas e vales o seu claro som, e grandeza ireis contemplar!

A verdade o que é? É o começo e fim, para ela limites não há, pois que tudo se acabe, a terra e o céu, sempre resta a verdade que é luz para mim, dom supremo da vida será!”

Faço um convite a todos que desejarem ler e participar deste blog: busquemos a verdade, onde quer que ela estiver.

Críticas, comentários e sugestões serão muito bem-vindos, desde que haja o devido respeito. Estou disponível para esclarecer quaisquer dúvidas que meus posts e/ou minhas traduções possam vir a suscitar.

Para quem desejar debater, conversar e tirar dúvidas, este é o e-mail do blog: averdadesud@hotmail.com.


quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Ezequiel 37 Prediz o Livro de Mórmon?



De acordo com a Igreja, Ezequiel 37:16-17 prediz a vinda do Livro de Mórmon:

“Tu, pois, ó filho do homem, toma um pau, e escreve nele: Por Judá e pelos filhos de
Israel, seus companheiros. Depois toma outro pau, e escreve nele: Por José, vara de Efraim, e por toda a casa de Israel, seus companheiros; e ajunta um ao outro, para que se unam, e se tornem um só na tua mão.”

A igreja SUD reivindica que as “varas” ou “paus” mencionados nesta passagem eram rolos de papel que antigamente eram enrolados ao redor das varas.


A Igreja afirma então que a “vara de Judá” significa a Bíblia, e a “vara de José” significa o Livro de Mórmon. As duas varas mencionadas simbolizavam então a vinda da Bíblia e do Livro de mórmon juntos, formando as escrituras sagradas.
Porém, um cuidadoso exame desta passagem revela sérios problemas com esta interpretação. Em primeiro lugar, na Bíblia hebraica (o Velho Testamento) a palavra “vara” sempre é traduzida por madeira e nunca rolo de papel ou livro.

Então, nada nestes versos sugestiona um livro ou rolo de papel como é alegado.
Segundo, a interpretação da Igreja ignora o fundo histórico da mensagem de Ezequiel.

Nos tempos do profeta Ezequiel (6º século a.C.), a nação de Israel estava em grande tumulto. Desde então, logo após o tempo de Salomão, o reino de Israel foi dividido em dois: reino do sul e reino do norte (figura abaixo).

 

A Assíria levou cativa as dez tribos do norte, chamado de Israel, e as duas tribos sulistas (o Reino de Judá), foram levadas em cativeiro pelos babilônicos (606–583 a.C.).

A apostasia das pessoas em relação à aliança de Deus tinha deixado escasso os crentes que fossem realmente servos fiéis. Parecia que as promessas de Deus haviam falhado. Este é o assunto do capítulo 37.

O conteúdo do livro do profeta Ezequiel pode ser dividido em duas grandes seções:

- a primeira é composta pelas visões recebidas, em sua maioria, antes da queda de Jerusalém em 586 a.C. (capítulos 1:1 a 33:20),

- a segunda compreende as visões tidas já no próprio contexto do cativeiro babilônico (capítulos 33:21 a 48:35).
http://3.bp.blogspot.com/_HjRmNq3O60c/Svf-vPnlz5I/AAAAAAAAAZc/fjqFHpaX7rg/s1600/Vale+de+ossos+secos.jpg
Nesta última seção aparecem várias visões que tratam especificamente da restauração de Israel e Judá, dentre as quais se destaca a do vale de ossos secos de Ezequiel 37:1-14. O relato da visão compreende a descrição da cena, de natureza metafórica (versos 1-10), e a interpretação soteriológica (versos 11-14).

Em Ezequiel 37, os ossos “sequíssimos” espalhados pelo vale representam a desesperada condição em que se encontrava “toda a casa de Israel” durante o exílio (verso 11), devido ao longo processo de apostasia e morte espiritual (ver Sl 32:1-4).

A restauração de Israel dessa condição é descrita na visão como se processando em duas etapas semelhantes às da criação original da raça humana (ver Gn 2:7).

Primeiro ocorre a formação dos corpos (Ez 37:7 e 8), para depois serem estes vivificados pela poderosa atuação do Espírito de Deus (versos 9 e 10).

http://4.bp.blogspot.com/_amERYqxS69Y/Sb_yOi1cV5I/AAAAAAAAAB4/ozTowHmzbfg/s1600/1187575222.jpgA revificação dos ossos secos simbolizava a restauração espiritual e política de Israel como nação, que ocorreria se os israelitas se submetessem completamente aos propósitos divinos.

Nos versos 15 à 22, Deus promete uma restauração futura para a nação inteira. Ele também anuncia que algum dia o reino do norte, chamado de “José” e o reino do sul, chamado “Judá,” seriam mais uma vez unidos em um só.
Está aqui o significado das “varas”. No verso 16 de Ezequiel é dito ao profeta que escreva em uma vara “para Judá, e para os filhos de Israel e seus companheiros.” Esta primeira vara representou o reino sulista, ou “Judá”.

Em uma segunda vara, ou pedaço de madeira (pau), Ezequiel escreveu para “Jose, a vara de Efraim”, e para toda a casa de Israel e seus companheiros. Isto representa o reino do norte, também chamado de Israel.
Deus manda então Ezequiel no verso 17, unir as duas varas para se tornarem uma só nas mãos de Ezequiel.

Fazendo assim, Deus está dizendo que Ele devolverá e unirá novamente aqueles que foram dizimados e divididos da casa de Israel. Este é o real significado das duas varas, e está declarado mui explicitamente nos versos 21-22.

Uma vez que o povo não correspondeu com as expectativas divinas (ver Mt 23:37 e 38; Jo 1:11; At 7), a visão não obteve seu pleno cumprimento com a nação de Israel, e precisa ser agora reinterpretada à luz do novo Israel, ou seja, da Igreja (I Pe 2:9).


CONCLUSÃO:

A profecia de Ezequiel 37:16-17 tem um contexto histórico específico. É uma predição da união futura dos filhos de Israel que foram dispersos e nada mais.

A tentativa da Igreja fazer desta passagem uma predição relativa ao Livro de Mórmon viola o contexto histórico e gramatical da passagem. É uma interpretação forçada que fazem com o fito de dar base bíblica ao livro de Joseph Smith.

7 comentários:

  1. meu nome é marcos tavares n/membro:010.0776.762-A ha 14 anos membro ativo da igreja mormon tive varios chamados, útimo foi pres. quorum de élderes ala jd. odete,sou imensamente grato por seu talentoso trabalho rogo que Deus te abençoe para que continue firme neste proposito em levar luz as pessoas para sairem assim como eu tambem sai desta seita que aprisiona as pessoas com tantas mentiras,os membros são ensinados que não devem trabalharem aos domingos enquanto que a igreja constroi um shoping em uthah. Para mim o chocante foi o racismo contra nossos irmãos da raça negra quando vi isto fiquei envergonhado ao descobrir toda a verdade.E não é como é apresenteda na igreja,por favor continue seus esforços para manter este site ativo para que outras pessoas possam ter assesso a verdade,pois tem muita gente boa dentro da igreja que precisa ser resgatada e outras que precisam ser alertadas antes que se iludam com a conversa encantadora e comovente dos missionarios mormons,que tambem são vitimas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me admira o nobre colega acima dizer que foi membro ativo durante 14 anos e que ocupou vários chamados eclesiásticos dentro da Igreja, primeiramente ou o nobre colega é grande estrategista ou permaneceu na ignorância tremenda durante 14 anos. Isso me faz lembrar uma citação do ex. presidente dos Estados Unidos Abrahan Lincon quando disse: Você pode enganar algumas pessoas todo o tempo. Você pode também enganar todas as pessoas algum tempo. Mas você não pode enganar todas as pessoas todo o tempo, então meu querido arrependa - se desse seu comentário, não culpe a Igreja, nem a doutrina que você sabe que é verdadeira por suas frustrações, ou pelos seus erros nos quais a Igreja e seus líderes não pactuaram. Deus vive, Cristo vive, o Espírito Santo vive, a enorme explicação bíblica acima é muito interessante, e em partes verdadeira, mas a interpretação dada a escritura é que não condiz com a verdade. Meu nome é Cristiano Moreira tenho 36 anos, sou membro desde 30/08/1992, fui missionário da Igreja, ocupo cargo de Liderança da Igreja local e se algo não deu certo em minha vida até aqui foi por causa de minhas escolhas não dos ensinamentos da Igreja. Tenhas um pouco de dignidade e não critiques a Igreja do Senhor, apesar desse seus comentário creio que Deus te ama muito e sempre há um retorno pra todas as nossas obras. Espero que essa declaração chegue não só a você mas a todos. Presto aqui meu solene testemunho, com todo o meu amor, tendo Deus como minha testemunha, em nome sagrado de Jesus Cristo. Amém!

      Excluir
  2. Segundo, o livro de mórmom, leí e sua familia eram descedentes de josé , via manassés, portanto ezequiel 37:16-17, fala de vara de José via efraim, portanto esta escritura não tem nada haver com o livro falso de mórmom.

    ResponderExcluir
  3. Uma simples oração sincera pode trazer a verdade independentemente do que acreditam

    " Pedi e recebereis; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo aquele que pede, recebe; quem procura, acha; e a quem bate, a porta será aberta"
    (Mateus 7 : 7)

    ResponderExcluir
  4. e verdade clamei a Deus e me tirou desta mentira , deste engano do falso profeta joseph smit.

    ResponderExcluir
  5. meu caro Marcos, lembre-se da citaçao que provavelmente já deve ter ouvido: "Duvide de suas dúvidas..." lembre-se ou pondere dos testemunhos que já prestou e que eu próprio presenciei de vc prestando no púlpito, não foi forçado a subir lá e prestar um testemunho que me fortaleceu muito, e que muitos ouviram de sua própria boca...pr afirmar isso não creio que deva ter orado e pedido a resposta a Deus, ore a Deus, peça a ele, não seja cego ou se passe por um, acho que o inimigo não ensina a orar neah...um grande abraço Moroni, membro afastado a alguns anos mas que tem um testemunho firme, e não nega a ninguém, sei que Deus vive e ama a cada um de nós, sei que cristo vive, e o reino dele esta sendo edificado, se tudo fosse avaliado em ver pr crer seria mais fácil Deus aparecer a cada ser da terra e mostrar que ele existe, sinto o fruto do espírito testificando a mim quando oro em busca da verdade, quando me vem essas dúvidas, sei que a igreja e verdadeira e completa e e de cristo, presto este testemunho em nome de Jesus Cristo Amém.

    ResponderExcluir
  6. Caro Marcos, não sei o que vc fez para sentir uma revolta tão grande e uma frustração que o leve a prestar testemunho contra a luz de Deus. O Espírito Santo é nosso aliado para nos guiar na verdade, portanto deves orar e até jejuar para que o Senhor possa lhe dar entendimento das coisas espirituais. Pois estás com o coração sofrido e cheio de pecados que permitem que o inimigo te aprisione. Oro para que vc permita que seus olhos vejam e sua boca só saia louvor ao Senhor. Ame seu próximo como a si mesmo. Faça o bem. Seja Caridoso. Seja fiel aos mandamentos de Deus. Abandone toda e qualquer iniquidade, eis que a mesma nunca foi felicidade. Pondere e leia as escrituras diariamente para que possas se aproximar de Deus.
    Uma discípula de Jesus Cristo e de toda a sua obra de retidão. Presto meu testemunho que Jesus Cristo é o Senhor, que devemos seguir o exemplo de Cristo. Devemos orar e jejuar para que o Senhor nos dê luz e entendimento das coisas espirituais, pois não podemos entender coisas espirituais senão através do Espírito Santo que nos revela a verdade de todas as coisas. Reflita as escrituras a seguir: I Co 12:3; I Co 2:13; Lc 12:12; Jo 14:26; At 10:44; Jo 16:13; Rm 8:16; Mc 13:11; At 10:44; Lc 1: 41,42.
    Em nome de Jesus Cristo. Amém.

    ResponderExcluir